domingo, 14 de abril de 2013

É você...


E quando uma música traduz o que a gente sente:

É você que tem
Nas tuas mãos
Meu choro de mulher
Tem meu ver
O meu sonhar, o que quiser
É você que é
O homem meu
Meu grande amor da minha vida
É tão teu
O gosto da minha mordida
É você que tem
O colo qu'eu
Deito e descanso
É tão teu
Meu coração aflito e manso
É você que tem
Na pele a luz
Cor da coisa mais segura
Qu'eu já vi
Formar na mácula escura
É você que tem
Nas tuas mãos
Meu choro de mulher
Tem meu ver
O meu sonhar, o que quiser
É você que tem
Na pele a luz
Cor da coisa mais segura
Qu'eu já vi
Formar na mácula escura
É você que tem
O colo qu'eu
Deito e descanso
É tão teu
Meu coração aflito e manso
(Mallu Magalhães)


2 comentários:

  1. Quando a realidade me entra pelos olhos,
    o meu pequeno mundo desaba.
    Angústia - Graciliano Ramos

    (gosto muito de vê-la vivendo
    o que sempre sonhou)


    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Que música bonita, amor. Essa eu não conhecia (Rs).
    "É tão teu o gosto da minha mordida", ótimo verso.

    Amo você.

    ResponderExcluir


"Se você me lê será por conta própria e autorrisco." (Clarice Lispector)