segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Pensamentos bamboleantes

Tem coisas e pessoas que eu prefiro não ter... 
Um amigo meu dizia que a necessidade gera ansiedade. Concordo. Quanto maior a importância que algo ou alguém adquire em nossa vida, maior a necessidade de tê-lo(a) por perto.Como consequência, há um desgaste de energia e um aumento do estresse, pois vivemos atormentados com a ideia de que a qualquer momento a coisa ou pessoa pode evaporar-se no ar feito bola de sabão. 
Eu estou usando o plural como se vocês também tivessem esta psicose... na verdade, acho que é um sentimento meu (e como soa estranho a possessividade deste pronome!).
Eu sofro de um mal irremediável: não consigo me afastar de nada, nem de ninguém que um dia me fez feliz. Quando acontece de uma pessoa desaparecer, fico muito chateada. 
Sendo assim, eu prefiro que não me roubem a solidão se em troca não me podem oferecer verdadeira companhia (Foi Nietzsche quem já disse isso antes?) .
É melhor não ter, do que uma vez tido, despedir-se. 

2 comentários:

  1. Poxa, não é só você....mas sou mole demais, me entrego sem pestanejar, vivendo intensamente, abrindo as portas, oferecendo ali de bandeja todo o coração, e dói demais ver quem me fez feliz partir ! Não é só você, somos nós.

    ResponderExcluir
  2. Entendo essa sensação perfeitamente PORQUE VIVO ASSIM...
    Mas, tenho quase certeza de que se não fosse assim, a vida seria menos cor de rosa.
    Beijos.

    ResponderExcluir


"Se você me lê será por conta própria e autorrisco." (Clarice Lispector)