quinta-feira, 16 de agosto de 2012

A minha rua

A minha rua
tem uma cor
que é só sua.

A minha rua
tem a calçada sempiterna
das flores vermelhas.

A minha rua
tem a casa velha
 da dona Amélia

E tem a beleza delicada
das rosas amarelas
que ela planta ao pé da escada.

A minha rua tem a moça de pele alva
(a moça sou eu)
que as cores e flores desbrava.

Tem os ipês amarelos
 e a construção assombrada.
Tem a Lúcia e seu castelo. 

Ahhhhhh... a minha rua!
A minha rua tem histórias
que eu não ouso contar!

Como aquela da pele nua,
dos beijos trocados no escuro
molhados e iluminados pela Lua.

A minha rua, ah a minha rua...
tem a minha marca
gravada em carne crua!




Fotos: Michele Pupo
16/08/2012







10 comentários:

  1. Ah, Michelle... você sempre arrasando!
    Belas flores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Karine. A vizinha as planta perto da calçada. São lindas. :)

      Um beijo

      Excluir
  2. A sua rua parece um lugar legal de morar! Desses cheios de historias bacanas e contos a desbravar! Além disso tem flores! Poemas e textos! Lindos de ler, gostosos de pensar! A sua rua tem você! Como deve ser boa pra morar!!! Beijos !!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alice

      Adorei o "poentário" (poema + comentário).
      Achei lindo.

      Bjs

      Excluir
  3. Querida amiga

    Quando as palavras
    encontram sentimentos
    que fazem com que elas
    encontrem seus sentidos,
    nossa vida se enfeita
    com as cores da esperança.

    Obrigado por sua amizade.

    Aluísio Cavalcante Jr.

    ResponderExcluir
  4. Impecável!
    Adorei a maria-sem-vergonha - gosto muito.
    Um beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo

      Maria-sem-vergonha é o nome da flor? Gostei. Não sabia.

      Bjs

      Excluir
  5. Respostas
    1. Lola

      Gosto da minha rua. :) Moro aqui há muitos anos.

      Bjs

      Excluir


"Se você me lê será por conta própria e autorrisco." (Clarice Lispector)