quinta-feira, 19 de julho de 2012

Para o meu epitáfio

"Por si no la saben, de eso está hecha la vida, 
sólo de momentos, no te pierdas el ahora."
(Desconheço a autoria)

Foi boba, relaxada e correu muitos riscos.
Viajou sozinha, viajou em grupo, contemplou entardeceres e amanheceres, subiu montanhas, nadou de roupa no inverno. Esqueceu o guarda-chuva de propósito várias vezes. Brincou e correu com crianças. Andou descalça. Fez amigos. Conversou com estranhos. Cometeu loucuras. Apaixonou-se muitas e muitas vezes. Divertiu-se no trabalho. Largou tudo por um sonho. Riu de si mesma. Escreveu cartas. Comemorou aniversários. Jantou com os amigos. Esqueceu dos afazeres profissionais para ajudar uma amiga. Gastou o último centavo com chocolate. Perdeu-se em um outro país e achou o máximo. Escreveu livros. Leu livros. Matou aula. Participou de guerras de travesseiro. Participou de guerras de ovos. Ajudou estranhos. Reencontrou amigas de infância. Cortou mais da metade do cabelo. Estipulou metas a si mesma e cumpriu todas. Aceitou que seu grande pé é proporcional ao seu tamanho. Ficou de pileque. Teve encontros com pessoas que conheceu pela internet. Dormiu no Machu Picchu. Namorou escondido. Beijou um homem feio. Beijou um homem bonito. Teve um amor platônico por um  homem sem encantos. Foi embora de casa para sempre - e voltou no outro dia. Conversou sozinha. Foi em uma festa para idosos. Foi a uma cartomante. Tentou aprender a dançar. Desistiu em seguida. Mandou presentes para um homem. Assistiu um jogo de futebol no Estádio. Registrou todos estes momentos. 
Tudo antes dos 30 anos.

Aqui jaz Michele Pupo. Foi poeta e feliz. Morreu de tanto viver. 

Um comentário:

  1. Ah Michele, que belo de ler!

    Gosto de passear meus olhos pelas tuas palavras, sempre...


    Beijo

    ResponderExcluir


"Se você me lê será por conta própria e autorrisco." (Clarice Lispector)