domingo, 17 de junho de 2012

Nudez

Noite alta, num céu sem estrelas. 
Estática, muda e nua eu te contemplo. 
Examino-te. 
Teu sorriso rígido, contraído, cheio de mágoa. 
Meus olhos fixos nos teus olhos tristes. Você estremece.
Mergulho vista adentro e vasculho tudo. 
Estou desvestida, mas é a tua nudez que busco. A tua nudez de alma.
Ah, como me encantaria descer até o fundo do seu ser e fazê-lo sorrir límpido, puro e livre. 
Nus como viemos. Nus como voltaremos.

4 comentários:

  1. :)

    Aqui voce que eh 'especialista' da obra da lispector qual conto dela que eh uma mulher casada com um pescador?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cristiano
      Seria "Uma Aprendizagem ou O Livro dos Prazeres (1969)" ?

      Neste livro, a Clarice narra em terceira pessoa a história de Loreley, professora primária que abandona a casa dos pais no interior fluminense e muda-se para o Rio de Janeiro, onde se envolve em várias relações amorosas frustradas até conhecer Ulisses, com quem terá um envolvimento mais profundo. (Os nomes dos personagens deste romance não foram escolhidos por acaso: Loreley, no folclore germânico, é uma sereia que seduz os pescadores com seus cantos, e Ulisses, na mitologia grega, é o herói que após lutar na guerra de Tróia retorna a sua terra natal, Ítaca, e durante a viagem marítima pede aos marinheiros que o amarrem ao mastro do navio, para que ele possa resistir ao canto das sereias.)

      É o unico que conheço que tem relação com pescadores...

      Beijos

      Excluir
  2. Se ainda me deixasse olhar no fundo dos teus olhos, sei que deixo olhar nos meus =/ tem gente que me confunde ! Mais gente podia ver na beleza desse texto uma oportunidade para despir de vez a alma...

    ResponderExcluir
  3. Alice

    Este texto nasceu após a leitura de um poema do Quintana... achei lindo a analogia que ele fez de olhar dentro dos olhos e mergulhar no interior das pessoas. :)

    Um beijo

    ResponderExcluir


"Se você me lê será por conta própria e autorrisco." (Clarice Lispector)