domingo, 3 de junho de 2012

Das causas perdidas

Foi numa destas manhãs chuvosas e frias que eu percebi que a busca continuará sendo infrutífera. 
Fiquei triste. 
A maturidade, a cultura, o intelectualismo e as experiências nos transformam em seletivos master. Não é qualquer coisa que agrada, que cativa ou desperta emoção.
Talvez as pessoas mais felizes sejam mesmo as mais ignorantes, as incultas, as desprovidas de atrativos. 
Pensar muito nos torna uns chatos em potencial.



6 comentários:

  1. Um sótão cheio de lembranças
    Escrevi no pó palavras sem nexo
    Retirei uma cartola de uma caixa de cartão
    E senti ao toque o poder da ilusão

    Ilusões…
    Um cavalo de pau perdido ao carrocel
    Uma estola de um bicho qualquer
    Uma escultura talhada a cisel

    Uma foto a preto e branco
    De uma mulher sem rosto
    Uma janela virada para nenhum lado
    Uma traquitana a imitar o sol-posto

    Bom fim de semana

    Mágico beijo

    ResponderExcluir
  2. Pensar nos torna chatos mesmo ... e os que não pensam não vale o qto pesam....

    ResponderExcluir
  3. Michele,
    Nada está perdido, sempre tem a tampa para a caçarola certa.
    bjokas
    Sheyla
    Uma semana incrível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sheyla

      Será? haha
      Vai que Deus me fez e jogou o molde fora? rsrsrs


      Bjs

      Excluir


"Se você me lê será por conta própria e autorrisco." (Clarice Lispector)