quarta-feira, 2 de maio de 2012

Amor é sentimento bobo

Amor é sentimento bobo 
que inventei em cima da hora.
Quanto mais penso nele,
menos me importo.

Amor é sentimento bobo
criado para enfeitar livros
e cair macio dentro de nós
em forma de prosa ou verso.

Amor é sentimento bobo
 coisa abstrata, quase extinto
a gente fica só querendo, querendo
e ele vai sumindo, indefinido.

Amor, amor, amor
quanto mais repetimos
menor ele vai ficando
e termina sendo só mais um nome.

Amor é sentimento bobo
ambiguidade demais
para uma vida cheia
de rosas e socos.





Salve Leminski, meu muso inspirador.

6 comentários:

  1. Bela inspiração...
    Sempre o amor!!! Adorei o poema!

    Beijos, Mi!!♥

    ResponderExcluir
  2. Mari

    Matei o amor no poema. rsrs

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Se tudo é imperfeito nesse mundo imperfeito então o amor é perfeito nessa perfeita imperfeição." ~ Ingmar Bergman

      Excluir
    2. Os paradoxos do amor. Sempre presentes.

      Boa semana, Rodrigo.

      Excluir
  3. Amor é pura abstração. Mas agora você matou ele, e não há mais volta. Bem como disse o louco sobre deus, em uma feira, com uma lanterna acesa na mão, em plena luz do dia!

    ResponderExcluir


"Se você me lê será por conta própria e autorrisco." (Clarice Lispector)