domingo, 22 de abril de 2012

O poeta

Vivia sempre com o olhar perdido no horizonte, feito mosca morta, a quem ninguém dá atenção. Era um homem tão sensível que qualquer menção de primavera lhe fazia chorar, antes mesmo da flores eclodirem.
Tinha a profunda habilidade de registrar sensações que ainda não aconteceram. 
Um dia, enquanto contemplava o pôr do sol na beira da praia, uma moça passou correndo e tropeçou nos seus pés.
Sem pedir desculpas,ela se levantou e continuou a corrida.
Ele, que era um poeta visionário, mas não um idiota, gritou:
- Ei, jovem! Onde ficaram seus bons modos?
E ela, alheia aos sentimentos daquele pobre homem, virou-se e ergueu o dedo médio, fazendo aquele gesto obsceno que coraria qualquer criança ou idoso que passasse por ali no momento.
Ele, pensou um ou dois segundos, e tomado por uma fúria que não lhe era peculiar, retribuiu o gesto com um ainda pior.
Não sem antes berrar:
- Filha de uma p###!

É... às vezes até os poetas perdem a compostura.

10 comentários:

  1. Olá, Michele! Gostei muito do seu blog: essência e conteúdo na medida certa. Parabéns pelo excelente trabalho. Quando tiver um tempinho, apareça no meu pequeno espaço; terei o maior prazer em recebê-la. Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nelson

      Obrigado pela visita e palavras.
      Darei uma passada em seu espaço, certamente.

      Um abraço

      Excluir
  2. Ué cadê o meu comentário rs rs rs Sumiu!!!!!!
    Repetindo: Ali, foi o eu-lírico dele.
    Um beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ih, Paulo... seu comentário desapareceu.
      Creio que o "eu lírico" dele não é lá muito pacífico.rs

      Beijos

      Excluir
  3. Um texto muito criatico, gostei de graça menina! Parabéns, bjos.

    ResponderExcluir
  4. Poetas também possuem espinhos, que os protegem aqueles que não elegem a poesia como seu hino primordial.
    Abraço carinhoso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Helcio

      Poetas não são deste mundo...

      :)

      Um beijo

      Excluir
  5. Comecei emotiva e terminei rindo! hahahaha
    Só tu mesmo, Mi!
    Adorei!

    ResponderExcluir
  6. Michele, lei da ação e reação, kkk! Tem horas que não dá para digerir certas ocorrências, então o bom é soltar a "emoção" conforme foi recebida.
    Beijos.
    Manoel.

    ResponderExcluir


"Se você me lê será por conta própria e autorrisco." (Clarice Lispector)