segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Das minhas pequenas porções de felicidade...

Um romance de Clarice. Uma poesia de Quintana. A prosa de Machado. O riso de Sabino. Um dia de sol. Uma noite de chuva. Uma rede. Um balanço.O silêncio para devanear. A conversa descontraída entre amigos. Um pedaço de papel. Um caderno velho. Uma caneta ou um teclado. Uma taça de sorvete na madrugada. Uma lua no céu e um gramado na terra. O mar. Um abraço. Um beijo apaixonado. Uma declaração de afeto. Uma sala de aula. O riso de uma criança. Uma viagem de trem. Um passeio de barco. O despertar com um afago. O anoitecer com agrado. O barulho do vento no telhado. O canto de um pássaro. Uma fotografia. Uma canção. Um vinho. Água da fonte. Poesia. Uma toalha na areia. Um dedinho de prosa. Um desabafo. Uma tarde em um parque infantil. Uma conexão com o mundo. A estrava vazia. Uma janela para o mar. Um filme. O barulho da chave no portão. Um amor antigo.

Sou feliz assim, lentamente, como quem degusta um bom drink, como quem de repente descobriu que o caminho se faz ao caminhar. A minha é a mais autêntica forma de felicidade, pois é construída por emoções particulares.

E para você, o que é felicidade?

4 comentários:

  1. Este texto foi feito pra mim? rs rs
    É tudo isto e um pouquinho mais.
    Um beijão

    ResponderExcluir
  2. "Sou assim... legal!
    Delícia de menina mulher, serena e sensual..."como quem degusta um bom drink! Oh que vontade que dá!
    beijinho

    ResponderExcluir
  3. Paulo

    Foi feito para nós. :)

    Boa semana!

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Mery

    Saudades de você!
    Espero que esteja bem.

    Uma doce semana.
    Bjs

    ResponderExcluir


"Se você me lê será por conta própria e autorrisco." (Clarice Lispector)