sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Nestas manhãs de frio


I.
As nuvens carregadas
transitórias como janeiro
adentraram a madrugada
despencaram em aguaceiro.

II.
Nestas manhãs de frio
com vestígios de outono
tudo parece sombrio
exceto o meu sono.

III.
Tem dias em que a gente se sente
como quem levantou mas não acordou
como quem perdeu de repente
aquele homem que tanto amou.



2 comentários:

  1. "Tem dias em que a gente se sente
    como quem levantou mas não acordou
    como quem perdeu de repente
    aquele homem que tanto amou."

    Lindíssimo...

    Au revoir!

    ResponderExcluir


"Se você me lê será por conta própria e autorrisco." (Clarice Lispector)