segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Temos todo o tempo do mundo...

Às vezes, me bate uma tristeza por todos os pecados que deixei de cometer. 
Às vezes, me parece que estou perdendo tempo quando tento ganhá-lo.
Às vezes, meu peito quer explodir em confetes, mas me contenho por medo da felicidade me escapar pelos poros...
Às vezes. 
Só às vezes.


#Assisti com os amigos ao documentário sobre as bandas de Rock que surgiram em Brasília na década de 80. Chorei com Renato Russo. Sempre choro.
Ele foi o gay mais homem que já existiu. 



3 comentários:

  1. "Às vezes, me bate uma tristeza por todos os pecados que deixei de cometer.
    Às vezes, me parece que estou perdendo tempo quando tento ganhá-lo."

    Bem parecido comigo esse trecho.
    As vezes é bem assim que me sinto.
    Mas como diz o final: Só às vezes.
    =)

    ResponderExcluir
  2. Só às vezes e isso passa.
    Viver é melhor, não é?


    Beijos, querida.


    :)

    ResponderExcluir
  3. Quero ver esse curta, sinceramente? Eu fui feliz por ter vivido intensamente, quem deixa de viver, lá na frente não aguenta as coisas da vida.. Se jogaaa! =)

    ResponderExcluir


"Se você me lê será por conta própria e autorrisco." (Clarice Lispector)