terça-feira, 19 de julho de 2011

"Loca, loca..."

Em 06/11/2009, eu escrevi:


"Não conheço uma mulher que um belo dia não tenha desejado estar livre para fazer o que bem entender! Quem nunca sonhou calçar o seu sapatinho de cristal preferido, botar uma mochila nas costas por cima do vestido de florzinhas e sair por aí sem saber qual destino tomar?
Qual delas nunca pensou em esquecer o pudor, pintar os cabelos daquela cor mais chocante, abandonar o empreguinho mais ou menos e querer ir além, muito além?Que mulher, me conta, que mulher, ainda que purista, nuca tentou largar tudo por uma paixonite, arriscar seu bem mais precioso só para estar com aquele homem que acredita ser o da sua vida? Quem há de negar, que até mesmo aquela mulher símbolo do recato e santidade, nunca teve sonhos calientes e sentiu aflorar desejos inconscientes?Mas acredite: não é por falta de coragem que nós, mulheres, não cometemos as loucuras que imaginamos!Sim, porque apesar de almejar esta tal liberdade, o que nós mais queremos, no final das contas, é só um cantinho para chamar de nosso e um homem para chamar de amor."


É... faz tempo que eu não sou normal.
:O

4 comentários:


"Se você me lê será por conta própria e autorrisco." (Clarice Lispector)