quarta-feira, 6 de julho de 2011

Férias, cadê você?

Estávamos nós, pobres professores, ensaiando a quadrilha para a festa Julhina ( ou seria Julina?).
(Claro, porque não basta perder noites corrigindo, elaborando, reelaborando provas e fechando notas... Você ainda tem que agonizar tendo como plano de fundo a trilha sonora da roça.)
Continuando... estávamos naquele "damas para um lado", "cavalheiros para o outro", "olhaachuvajápassou", "olha a cobra (UI!)", quando os alunos rompem em gritinhos e, logo em seguida, ficam estagnados.
Eu, no alto da minha sabedoria e experiência secular , já me preparo para o pior.
Um deles, sai do meio da roda distribuindo golfadas pela boca.
Respiramos fundo e com os estômagos tão enrolados quanto namoro de cobra (não aquela já citada), limpamos o espaço, acalmamos o povo e continuamos o ensaio.
De repente, um aluno, destes que a gente ama sem pestanejar (not)  se aproxima:
- Professora, vomitar é verbo?
Suspiro. Consulto a minha caixa de respostas marotas e instantâneas, verifico uma ou duas frases de efeito, mas me contenho e respondo:
- É sim. Verbo regular, de primeira conjugação. 
-  Como fica se conjugarmos no pretérito mais-que-perfeito? - pergunta rindo.
Nesta altura, minha paciência que já anda curta, rompeu em estilhaços. 
Respirei fundo e cantarolei para mim mesma:
- Você merece Michele.... você merece...você merece!


2 comentários:

  1. Michele, já tentei outras cores mas não consigo sair do azul, acho que vou ter q fazer terapia por causa desta preferência rs rs rs
    Com relação ao vocabulário, não tem nada q fuja a sua compreensão, tá PROFESSORA?

    Um beijo

    ResponderExcluir
  2. Paulo

    Mas e eu que não me decido? Devo sofrer de alguma doença de comportamento, pois não suporto olhar para o mesmo layout por muito tempo...
    Quanto ao vocabulário, estava te zoando...rsrs

    Beijos

    ResponderExcluir


"Se você me lê será por conta própria e autorrisco." (Clarice Lispector)