sexta-feira, 1 de julho de 2011

Deixe-me aqui quieta, isso passa...

Tem dor que é melhor não repartir. É como se espalhando, ela ganhasse dimensões maiores. 
Nunca fui boa nisso e nunca serei.
Eu não digo, disfarço e escondo, mas sinto. Há buracos e vazios indizíveis. Não se/me engane, pessoas não são substituíveis. 
Estou aqui e há um rio a meus pés. Você não saberá. Ninguém saberá. 
Vou lavar a alma e depois deixar meus olhos descansarem. 
Quanto ao coração, deixe que empoeire. Não preciso mais dele.
Não quero que mais ninguém me invada, me vasculhe, revire as minhas gavetas interiores e depois se vá, deixando a porta escancarada.


12 comentários:

  1. Guilherme

    Favorita? Como assim? A história? A dor? O texto? Eu? rsrs

    Não entendi... (loirinha...rs)

    ResponderExcluir
  2. Ahhhh, qual é, Michele? Esse aí é o falecido!!! Já tínhamos enterrado, eu já fiz uma prece, já falei um "Que Deus o tenha" e agora vc vem ressuscitá-lo??
    Fiquei confusa, agora! Minhas crenças esvaíram-se de mim... Eu, que não acreditava em vida após a morte, me deparo com o falecido vivinho da Silva! Um BELO FALECIDO, por sinal!
    :D

    ResponderExcluir
  3. Adorei vc!

    venha visitar essa poetisa aqui, vc me encontra em:
    www.soliloquioaolonge.blogspot.com

    será um prazer te seguir, vc retribui tal seguimento?

    um grande abraço

    ResponderExcluir
  4. Michele P.!
    Ando passando por aqui mas ando tendo problemas ao comentar, fico sempre como anonima, e qdo peço para postar, ele acaba pedindo meu login toda vez, nunca postando de fato, mesmo que como anonimo....

    Mas saiba...tenho lido diariamente teu blog, do mesmo jeito!!!! vamos ver se consigo postar este comentário agora....rsrsrs

    ResponderExcluir
  5. É bom a gente se ver nas palavras d@s outr@s.

    ResponderExcluir
  6. Soliloquio

    Obrigado pela visita. Retribuirei e se gostar, lá ficarei... ;)

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Clau

    Mas que coisa. O que será que acontece? :/

    Que bom que conseguiu postar hoje! Senti sua falta aqui!!!

    Um abraço

    ResponderExcluir
  8. Fred

    Sim... há textos que nos leem...

    Um abraço

    ResponderExcluir
  9. Minha nossa! É justamente como me sinto... mas, não conseguiria me espressar tão bem.

    Parabéns!

    Adorei seu espaço, seguindo também. bjs!

    ResponderExcluir
  10. Lonne

    Tem palavras que decifram nossas almas... Fico feliz por saber que aqueles que me leem identificam-se com elas.
    Obrigado pela visita e carinho!!!

    Um abraço

    ResponderExcluir


"Se você me lê será por conta própria e autorrisco." (Clarice Lispector)