sábado, 25 de junho de 2011

Sobre a moça e o lobo

E a moça doidinha,
de tanto pensar NELE
de tanto sonhar com ELE
de tanto esperar por ELE
Um dia topou com o moço,
que era assim:
jeitão de lobo,
carão de lobo,
olhão de lobo
e principalmente: um BOCÃO de lobo,
que era capaz de comer a moça,
as vizinhas da moça
e todas as amigas da moça.

(Paródia de "Chapeuzinho Amarelo" de Chico Buarque)

Um comentário:


"Se você me lê será por conta própria e autorrisco." (Clarice Lispector)