domingo, 15 de maio de 2011

Haikai

Ninguém na estrada...
do rosto escorre
uma lágrima atada.



Arrepio, uma dose de frio
 janela embaçada
amantes no cio.


Barcos de papel
para sonhos molhados
falta pincel.




De mio em mio
gatos noturnos anunciam
a chegada do cio.







4 comentários:


"Se você me lê será por conta própria e autorrisco." (Clarice Lispector)