quarta-feira, 20 de abril de 2011

Eu sei voar

Gosto dos topos, dos cumes, do ápice.  Gosto do clímax, do êxtase, do delírio.
Lá no alto, pareço bem maior do que realmente sou. 
No ínfimo instante em que o grito de prazer ecoa,  o corpo geme, expande, desabrocha, dissolve-se.
São ais, cais, espasmos, brasas e asas...
Ahhhhhh.... as asas!!! Pétalas laterais e sublimes que permitem o vôo! 
Invado, descubro, atravesso e rompo nuvens. 
Toco os astros, belisco as estrelas... 
O sangue corre... o vento resvala... A face incendeia ao encostar no sol.... queimam e umedecem meus santos orifícios!
Ahhh... o gozo! O indescritível, o indizível!
Risco o céu... em movimentos e descobertas... 
Já lúcida e perdida entre os lençóis
descubro-me.
A paz se instaura.
O teu corpo é firmamento para meu próximo vôo.






11 comentários:

  1. Sim, Michele, você sabe voar, e vê-se que é um voo genuíno e maduro...
    Encantou-me!

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  2. Sem esses vôos a vida perderia o foco!

    Beijos pra Ti

    ResponderExcluir
  3. AC

    Eis a leveza de ser e sentir...

    Beijos! :)

    ResponderExcluir
  4. Maria Rita

    A vida é feita de pequenas delícias. É feliz quem as encontra.

    Beijos! :)

    ResponderExcluir
  5. Michele, nossa! Impossível não fazer um comentário bobo sendo homem, só se fingisse não ser. [sorrio]
    Pensei: Alguém se deu muito bem ao inspirar esse poema! Se deu! [desculpe]
    “Desculpe minha testosterona, mas ser homem é algo que precede o ser homem” (Jefhcardoso)

    ResponderExcluir
  6. Jefhcardoso

    [Ele cedeu e eu me dou.]

    Está desculpado.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  7. Que seja - firme.

    http://vemcaluisa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Vanessa

    É vôo de águia. Firme e seguro.

    Obrigado pela visita.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Seus olhos e seus olhares
    Milhares de tentações
    Meninas são tão mulheres
    Seus truques e confusões

    Se espalham pelos pêlos
    Boca e cabelo
    Peitos e poses e apelos
    Me agarram pelas pernas
    Certas mulheres como você
    Me levam sempre onde querem

    Garotos não resistem
    Aos seus mistérios
    Garotos nunca dizem não
    Garotos como eu
    Sempre tão espertos
    Perto de uma mulher
    São só garotos

    Seus dentes e seus sorrisos
    Mastigam meu corpo e juízo
    Devoram os meus sentidos
    Eu já não me importo comigo

    Então são mãos e braços
    Beijos e abraços
    Pele, barriga e seus laços
    São armadilhas e eu
    não sei o que faço
    Aqui de palhaço
    Seguindo seus passos

    Garotos não resistem
    Aos seus mistérios
    Garotos nunca dizem não
    Garotos como eu sempre tão espertos
    Perto de uma mulher
    São só garotos...
    São só garotos...

    http://www.youtube.com/watch?v=hFJljUyEJ3c

    ResponderExcluir
  10. Anônimo

    Amemos. "Porque nada melhor para a saúde do que um amor correspondido."
    ;-)

    Beijo

    ResponderExcluir
  11. Mais uma vez, gostei muito.
    O tom suave e brusco do texto, a sensualidade e a própria sexualidade reveladas sem, contudo, parecer vulgar.
    Ponto pra ti!

    ResponderExcluir


"Se você me lê será por conta própria e autorrisco." (Clarice Lispector)