sábado, 26 de março de 2011

Vou ali e já volto!

10 comentários:

  1. Noves fora o significado das palavras, Liberdade e Paraíso, que eu saiba, são bairros de...
    São Paulo!

    Vai pra capital paulista, poetisa?

    Aline

    ResponderExcluir
  2. Alline

    Há mais coisas nos meus posts do que se sonha a vã filosofia! Já me viu dando ponto sem nó?rs

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Você é viva e esperta!
    Sortudo será quem conseguir "te domar".
    Embora eu ache que isso seja impossível!
    Você é como eu: indomável! Rs...

    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Aline

    Verdade...Não consigo me ver dominada por ninguém! rs

    Eu sou pássaro. E gaiolas não me caem bem! :)

    Beijão

    ResponderExcluir
  5. Na verdade, Michele, a sinalização indica a "Liberdade" em sentido oposto ao "Paraíso"... :)
    Será que foi mudar as placas? :)

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  6. AC
    Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. rsrs

    Na verdade, a imagem do post é proposital. Ou se tem o sol, ou se tem a Lua. Onde se tem/vai à Liberdade ou se tem/vai ao Paraíso.

    É poético, não acha?

    Beijos meus!

    ResponderExcluir
  7. Só não pegue a Paulista!
    Dizem que ela começa no Paraíso e termina na Consolação...

    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Nossa! Quando bati os olhos na foto pensei em algo como "quem almeja o Paraíso nunca conhecerá a Liberdade", note que Liberdade está para a esquerda (o caminho do Canhoto) e Paraíso é para a direita (o caminho "correto"). Semiótica da salvação :D

    Qual for o caminho que escolha, escolha com o coração... Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Rodrigo

    Reverências poéticas, meu caro!
    Nada como um homem das Letras para captar essências! Você fez a interpretação daquilo que desejei transmitir.

    Twittei! :)

    ResponderExcluir
  10. Não pegarei a Paulista, ALINE! kkkkkk

    ResponderExcluir


"Se você me lê será por conta própria e autorrisco." (Clarice Lispector)