domingo, 10 de outubro de 2010

Da pessoa que fui, não tenho mais lembrança. Perdi-me.

Chega um tempo em que nossa cama é melhor que a balada.
Chega um tempo em que as festinhas com os amigos, já não são mais tão divertidas. 
Chega um tempo em que os amigos, já não são mais tão amigos.
Chega um tempo em que um amor pacato, conta mais que uma paixão de verão.
Chega um tempo em que os sonhos, viram utopia.
Chega um tempo em que música alta torna-se algo irritante.
Chega um tempo em que  você não acredita mais em tudo que ouve.
Chega um tempo em que você vê além das aparências.
Chega um tempo em que você perde o rumo.
Chega um tempo em que você, já não é mais você.



"Perder-se também é caminho." 
(Clarice Lispector)





3 comentários:

  1. E é necessário que esse tempo chegue. Pois ele é previsto e inevitável.

    ResponderExcluir
  2. E aí transcendemos. Belo texto como sempre. Gostei da cor.

    ResponderExcluir
  3. Tudo tem seu tempo, mas acredito que esses sejam tempos de pausa para um reencontro consigo.
    Bom demais.
    bjs
    Rossana

    ResponderExcluir


"Se você me lê será por conta própria e autorrisco." (Clarice Lispector)