sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Poesia? Não. Põe aí : Um grande ula à língua portuguesa.


Nosso amor, meu querido

adormeceu maçã verde

e despertou fruta madura.



Comamos!



...Mas tomemos cuidado!

Tem quem comeu a maçã 

sem considerar o perigo.



Sem querer

sem saber

deu mole para o inimigo.





E numa pancada certeira

Caiu dura!

Disse adeus a (maci)-(eira)

e acabou-se a candura!


2 comentários:

  1. Foi pra mim esse poema? rsrs

    Tem uma lembrança pra ti lá... se não sabes rs

    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Eraldo

    Foi não... este é das antigas.
    Obrigado pelo presente. Já fui buscar.

    Beijos

    ResponderExcluir


"Se você me lê será por conta própria e autorrisco." (Clarice Lispector)