terça-feira, 16 de março de 2010

São lembranças...

Estava matutando: ainda bem que resisti ao impulso e não excluí este blog.
Já havia me deitado, mas vira para lá, vira para cá, maldito-sono-que-não-vem, acabo por levantar-me.
E na falta do que fazer, sem atualizações dos amigos blogueiros (abandonaram as trincheiras?), decidi reler meus próprios posts.
Pôxa...quanta história, quantas lembranças, quanta vida!
Coisas, momentos e sentimentos dos quais já havia me esquecido...
Confesso que sorri e que chorei aqui em frente a tela do computador.
Tantos "devaneios" que hoje são realidade e quanta realidade que hoje não passa de devaneios.
Senti saudades.
Dos amigos que sumiram.
Dos "programas de índio".
Do domingo sem namorado.
Do final de semana com ele.
Dos micos na facul.
Das saídas frustadas.
Dos medos.
Dos sonhos.
Dos anseios.
Das paixonites.
Dos desencantos.
Dos papos furados.
Das promessas.


Senti saudades da MINHA VIDA...

Um comentário:

  1. Blog é negócio viciante, enjoativo, cativante e de louco... Ninguém entende o motivo de alguém ficar tão empolgado por ter um blog, ninguém entende o motivo do dono de um blog desanimar tão fácil de uma vez só...

    Ainda bem que não sumiu....rs

    BEIJOS

    ResponderExcluir


"Se você me lê será por conta própria e autorrisco." (Clarice Lispector)